Busca de Artigos:

6 erros que cometemos com vinho e como evitá-los

Publicado em: 22 Outubro, 2012 por Winetag B.

Nós sabemos que vinho não é fácil de entender. A variedade é gigantesca, os rituais para degustação são intimidantes e as regras de harmonização muitas vezes passam batidas pelos menos experientes. É, inclusive, com o objetivo de amenizar os efeitos de tal complexidade que existe a WineTag.

Entretanto, mesmo com toda a ajuda do mundo, todos cometem erros, seja você iniciante ou mais entendido, o que é apenas natural quando se trata de uma bebida tão complexa quanto o vinho. Mas quais são os erros mais comuns que você pode cometer e como evitá-los? Confira abaixo nossas dicas.

1- Não confunda vinho estragado com vinho ruim

Vinho estragado, “rolhado” ou simplesmente com defeito, como preferir chamar, não é algo muito comum, mas acontece. Nem sempre é possível perceber o problema na hora de comprar a garrafa e só notamos que algo não está certo quando vamos beber. O grande problema é que muita gente não consegue diferenciar o gosto de um vinho estragado do gosto de um vinho de baixa qualidade, e acaba confundindo as coisas.

Na hora de abrir, o primeiro sinal de que o vinho pode estar estragado é o estado da rolha. Se ela estiver amolecida, desmanchando fácil ou saltada para fora, é sinal de que o vinho provavelmente já foi para o espaço, pois o ar entrou na garrafa há tempos e causou oxidação. Tons de tijolo em vinhos tinto e marrom em vinhos brancos geralmente indicam que a bebida já passou do ponto. No paladar, se você identificar maravilhosas notas de mofo ou um amargor acentuado, desconfie.

Acima de tudo, o importante é se informar. Se tiver essa experiência com um vinho novo recomendado por um amigo e que não agradou, tenha certeza de que o vinho realmente está bom para o consumo. Às vezes você pode até criar uma imagem negativa de um ótimo vinho porque teve o azar de, na primeira tentativa, pegar uma garrafa defeituosa.

2 – Cuidado para não gelar o vinho demais

Cuidado para não servir o vinho gelado demais, principalmente os tintos que, quanto mais gelados, mais escondem suas características e todo o sabor e aromas acabam se perdendo. Nos rosés, espumantes e brancos, a preocupação é ligeiramente menor, pois têm características mais acentuadas e as temperaturas mais baixas ajudam a impedir que fiquem intensas demais. Sem contar o frescor que proporcionam. Quer uma colinha? Aqui vai:

Espumantes Brut: 6°-8°C
Espumantes doces: 7°-8°C
Brancos suaves e doces: 8°-9°C
Brancos secos: 10°-12°C
Rosados: 12°-14°C
Tintos jovens, aromáticos, com pouca tanicidade: 14°-16°C
Tintos envelhecidos, macios: 18°C
Tintos com muita tanicidade: 18°-20°C

3 – Não encha a taça

Um dos erros mais comuns de quem não está acostumado a beber vinho é querer encher logo a taça. Em primeiro lugar, uma taça cheia de vinho vai deixá-lo meio fora de si rapidinho. Em segundo lugar, e mais importante, o vinho é uma bebida que precisa de espaço na taça para liberar suas características. Não é apenas por exibicionismo que as pessoas giram a bebida na taça. Esse ritual é essencial para fazer com que as notas se desprendam e o vinho mostre realmente a que veio. Vai tentar girar com a taça cheia...

4 – Só arrisque com vinhos mais caros depois que desenvolver o paladar

É uma lenda bastante conhecida a crença de que vinho caro é melhor do que vinho barato. Apesar de haver sim um fundo de verdade, esta afirmação está longe de ser uma verdade absoluta, pois o preço do vinho, como qualquer outro produto, é influenciado por diversos fatores que nada têm a ver com qualidade. Além disso, há outra questão a ser considerada: se o seu paladar ainda não está muito desenvolvido, os vinhos mais caros e mais complexos com certeza não irão agradá-lo.

O gosto apurado para a bebida não surge espontaneamente na primeira garrafa. É preciso um aprendizado, que geralmente começa com as opções mais baratas, simples e adocicadas. Com o tempo e novas experiências, seu paladar vai sendo aprimorado e você aprende a apreciar vinhos com características mais complexas e a identificar com mais precisão as especificidades de cada um.

5 – Pesquise antes de comprar

Esse provavelmente é o campeão dos erros que as pessoas cometem. Já falamos que vinho é uma bebida extremamente complexa. A falta de informação é o pior inimigo do consumidor e um dos principais motivos para o vinho ainda ser tão pouco consumido no Brasil. Isso não quer dizer que não existam soluções bem eficazes disponíveis, principalmente na internet. A WineTag, por exemplo, é uma das principais referências neste sentido, auxiliando o consumidor na hora de procurar informações sobre um determinado vinho, pesquisar dicas de harmonização ou descobrir o que outras pessoas têm a dizer sobre os rótulos.

A internet hoje nos proporciona boas fontes de informação para minimizar o risco de uma compra errada. Então, antes de ir à loja, pesquise um pouco, use o poder que a internet lhe dá. Com smartphone a coisa fica ainda mais fácil e você pode pesquisar quando estiver na própria loja ou restaurante. Acima de tudo, nunca compre um vinho baseado apenas no rótulo, a não ser que você esteja completamente preparado para arcar com as consequências.

6 – Falta de cuidado na hora de abrir o vinho

Parece muito simples quando observamos outra pessoa tirando a rolha de uma garrafa, mas quem nunca fez um estrago na cortiça numa tentativa mal sucedida de abrir um vinho? Muita gente subestima o cuidado que precisamos ter nessa hora e acaba dificultando ainda mais o processo. Utilize um saca-rolha adequado, que permita uma saída macia. Tenha calma, faça a pressão necessária, sem forçar demais para não desmanchar a cortiça, e tente furar bem no centro para facilitar.

Todos nós cometemos erros, e com vinho a coisa não é diferente. Por isso, a maior dica que podemos dar é que não tenham medo ou vergonha de perguntar e se informar, seja buscando na internet ou perguntando a alguém mais entendido. E vocês? Já cometeram algum erro na hora de comprar ou servir um vinho? Que outras dicas vocês dariam para os menos experientes?

Sobre o Autor

Comentários na WineTag

147

Bruno N. disse há 2464 dias às 15:52h:

a winetag tem que desenvolver um sistema para reconhecer vinhos por foto, assim ficaria mais facil descobrir bons vinhos no mercado :)

Reportar Abuso

18

Lester i. disse há 2461 dias às 15:02h:

Eu acho que a winetag parou de receber investimentos. Nao existe nada da Wine Tag no Android Market, não há alguem pra responder qquer email do site...Ele tá rodando no modo piloto automatico, e de vez em quando alguem joga um artigo lá. O aplicativo pra reconhecer vinhos que vc falou existe, inclusive para o android, chama-se Vivino. Tem bugs, trava com alguma frequencia, mas funciona e eles tem um bom indice de respostas ao usuário.

Reportar Abuso

0

Sandro M. disse há 2461 dias às 16:36h:

Para o iPhone, recomendo o Cor.kz, que puxa do excelente banco de dados do CellarTracker. Não sei se possui equivalente para Android.

Reportar Abuso

5

Winetag B. disse há 2461 dias às 17:09h:

Lester, o aplicativo da WineTag está disponível no Google Play e você pode fazer a instalação através do link que está na nossa homepage ou pela busca no próprio smartphone. Adianto que já estão quase saindo do forno novas versões dos apps iOS e Android para smartphones, com novas funcionalidades, mais rápidos e mais fáceis de usar, e temos certeza que você irá gostar. Quanto aos e-mails, verificamos que você fez contato conosco no dia 11/09/12 com uma dúvida específica que foi respondida por nós no dia 12/09. Pode verificar se por acaso nosso e-mail não foi para sua caixa de spam? Caso não tenha recebido, por favor, entre em contato novamente que ficaremos felizes em tirar qualquer dúvida que ainda possa ter.

Reportar Abuso

25

Marcio G. disse há 2461 dias às 17:35h:

ótimo artigo! é sempre bom relembrar as besteiras que você faz quando é leigo no assunto. rs

Reportar Abuso

0

Arnaldo Helio T. disse há 2460 dias às 15:52h:

Estas e outras dúvidas? Visitem meu blog: http://vinhoevida.blogspot.com.br/, há vários posts com dicas para quem curte e gosta de vinho. Arnaldo Tonani

Reportar Abuso

  1. Adicionar Comentário:

    Você precisa estar logado na WineTag para deixar um comentário.

Baixe o App da WineTag

É grátis! Acesse todo o conteúdo da WineTag em seu celular.

...saiba mais»